domingo, dezembro 25, 2005

Natal



Bastante tempo depois do último post (acho que pela demora nesta quadra acabaram de descobrir que sou eu o verdadeiro Pai Natal), aqui venho no final do dia de Natal / início do dia seguinte, para partilhar com os meus caros leitores algo que me inquieta o espírito.

A inquietação vem de há uma semana e meia atrás, quando vi um dos 583 programas televisivos de Natal passados no hospital. Este passava-se na Estefânia, dirigido à criançada.

O que me preocupou foi ter ouvido serem cantados para crianças doentes temas como: "Matas-me com o teu olhar", "Morri na praia" ou "Morro de amor por ti". Ai esta sensibilidade da pimbalhada, ai ai...