quarta-feira, março 30, 2005

Código secreto da estrada



Soubemos de fonte segura (a do costume, com a credibilidade do costume) que o novo Código da Estrada não conta a verdade toda aos portugueses. O que se passa é que os agentes da autoridade têm na sua posse alguns artigos secretos para apanhar os portugueses com as calças na mão! (esperemos que não literalmente...)

Vejam lá o escândalo...

Artigo 138059º - Fazer a barba com Gillete em andamento é uma contra-ordenação grave. Com máquina de barbear torna-se uma contra-ordenação leve. Com chantilly em vez de espuma de barbear torna-se muito grave (é que é um bocado gay, não é por nada...)

Artigo 8345235º - É expressamente proibido circular em contra-mão em pistas de aeroporto, podendo incorrer numa contra-ordenação grave. Em situação de iminente aterragem de avião, a contra-ordenação passa a leve, por dar mais emoção ao piloto aterrar com obstáculos na pista.

Artigo 2343535352309532582335º - Ao volante: Ouvir Demis Roussos é considerado uma contra-ordenação leve. Ouvir Padre Borga é uma contra-ordenação grave. Ouvir o CD dos Super-Dragões é uma contra-ordenação muito grave. Ouvir José Malhoa a cantar "E todo o povo gritou, até o padre ajudou... aperta, aperta com ela" é crime, com pena de prisão entre 150 e 200 anos, acumulado com trabalho cívico, mais concretamente, obrigatoriedade de limpar todo o lixo de Lisboa no dia seguinte aos festejos benfiquistas pela vitória no campeonato.

terça-feira, março 29, 2005

Quinta das Banalidades



O Canal Parlamento anunciou que vai começar em breve um novo programa (mais para fugir à rotina daquele que está sempre a dar diariamente), que o Oranginalidade apurou tratar-se da Quinta das Banalidades.

Os concorrentes estão no segredo dos deuses, mas felizmente tivemos acesso à restrita lista de políticos que vão participar no programa e até conseguimos tirar a limpo o porquê da AR TV os ter escolhido. Ora então assim se segue...

Ana Drago - para dar a animação a casa. Quem diz que "sexo só é sujo quando não se toma banho a seguir" vai de certeza trazer a dose de loucura que o programa precisa. Sabe-se ainda que se poderá despir, se lhe garantirem que as drogas leves serão legalizadas na próxima legislatura (força Sócrates, força!!!)

Joana Amaral Dias - mais uma particiante do BE, mesmo só para embelezar o programa. Estas tácticas de marketing do Bloco andam a tornar-se potentes... Aliás suspeita-se que o BE vai propor Isabel Figueira para candidata a Presidente da República (bem mais atratente que o Fernando Rosas, diga-se....) e Merche Romero para a Câmara Municipal de Lisboa.

(por falar em jogadas de marketing, colocar o nome da Isabel e da Merche aqui vai ser uma boa forma de uma data de pessoal vir parar aqui ao Oranginalidade através das pesquisas no Google... hmmm... Rita Curto Circuito FHM!!! Mais uns quantos... eh eh eh)

Jerónimo de Sousa - suspeita-se que será um forte candidato a capataz da quinta, dada a sua experiência no mundo do trabalho duro e forçado. A produção irá recomendar-lhe que encene uma biografia do Lenine com os outros concorrentes.

Narciso Miranda - porque neste tipo de programas, quer-se peixeirada com fartura, tá visto... só não podemos é convidar lá o outro candidato do PS em Matosinhos, senão ainda dá molho na casa e ainda matam alguém... literalmente!

José Lello - o apelido do artista foi factor determinante na escolha. Assim pode ser que pareça que existe um cigano na quinta quase mais famosa do país.

Manuela Ferreira Leite - uma concorrente que pode dar imenso jeito quando os concorrentes tiverem de poupar. Poupar nos ingredientes das refeições, poupar nas compras que façam, poupar na água... enfim, poupar é com ela!

Pedro Santana Lopes - nem se questiona, se há visibilidade e protagonismo... o tio Pedro tem direito a lá estar. Pensa-se que no fim do programa vai retomar pela 5ª ou 6ª vez a presidência da Câmara Municipal de Lisboa.

Narana Coissaró - Eheh... ehehehehe... eheheheheh... Pois, o Narana só cá está mesmo pelo nome! É que divertido dizer o nome dele, parece que estamos a ler a ementa no restaurante indiano ou assim...

segunda-feira, março 28, 2005

Bahia no coração...

O regresso de férias custa sempre. Ainda custa mais, quando mal se aterra em Lisboa se dá conta de que chove e está frio... Brrrr

Mas pronto, a vida tem de voltar ao normal e só assim se explica que eu tenha sido "obrigado" a abandonar o paraíso.

É impossível alguém passar pela Bahia e ficar indiferente... Não dá mesmo! Quando sentirem o calor a colar a roupa ao corpo, quando cruzarem as palmeiras e mergulharem no mar quente, quando o delicioso sabor da moqueca de camarão se fixar para sempre nas vossas papilas gustativas, quando tudo isso acontecer... é verdade, estão mesmo viciados na Bahia.

E como se isso tudo não bastasse, a Bahia ainda ganhou direito a ter um povo que, tendo poucos valores materiais, tem um permanente sorriso no rosto e uma diabólica tendência para estar sempre a dançar, mal oiça uma nota solta no ar.

Ficam aí duas provas tiradas por mim do Paraíso que encontram na Bahia. Se possível, passem a "Flor do Reggae" da Ivete Sangalo enquanto olham. Nesse momento... quase sentem um bocadinho do calor baiano...

Indescritivelmente fabuloso...

Image hosted by Photobucket.com

Image hosted by Photobucket.com

quinta-feira, março 24, 2005

Quero ser uma Fátima Felgueiras!



Não, o título do post não revela nenhuma tendência de transsexualismo. Estou muito bem na minha pele de João Pedro, obrigado... Tem mais a ver com outro desejo...

É que isto de uma pessoa se habituar a passar o dia entre não fazer nada e fazer coisa nenhuma é altamente viciante. O meu córtex cerebral está a habituar-se a um nível perigosamente baixo de actividade, embora os núcleos do relax e do descanso estejam no seu auge.

Estas férias aqui no Sauípe confirmam a minha teoria de que devíamos trabalhar 2 dias por semana e descansar 5, ou então trabalhar 1 mês por ano e descansar 11. A produtividade do país? Não se preocupem... deixava-se o Benfica ser campeão e a economia auto resolvia-se.

Bem, deixa-me lá ir ligar para a Fatinha, para saber o que é que eu preciso de fazer em Portugal para vir para aqui a tempo inteiro, valeu galera?

P.S.: Só para vosso gáudio, ontem no torneio de futebol aqui do resort, a selecção lusa cilindrou adversários brasileiros, espanhóis (Aljubarrota! Aljubarrota!), argentinos, uruguaios... e todos os demais que tentaram parar a máquina dos vice-campeões europeus! Claro que com um centravante goleador a pontificar na frente dessa equipa (esta modéstia sempre foi o meu forte) era compreensível que a vitória fosse o único score possível...

terça-feira, março 22, 2005

Falta de Oranginalidade!

Eu compreendo que por vezes todo e qualquer criativo tenha momentos de 'desinspiração', seja uma página em branco num livro que não sabemos como concluir, um monitor com apenas o cursor a pulsar insistentemente à espera de nova informação para mais um post ou uma letra de música que não fazemos ideia como acabar (claro que no campo da música à certos autores que, não querendo ferir susceptibilidades ou referir nomes, tipo Toy..., não se possa falar de desinspiração mas mais uma total falta de bom gosto).

Temos exemplos daqueles que parecem que para o fim da música começam a ficar cansados e resolvem juntar aos refrões simplesmente interjeições em vez de rimas, como é exemplo o amigo Moby no seu último single 'Lift me up'

Lift me up, lift me up oh la la la la

Ou os nossos EZ Special que não sabiam muito bem como enfatizar a mensagem do seu primeiro sucesso e resolvem ter como refrão um belo

la la la la la uuh la la la la la uuh

Tudo situações perfeitamente legítimas que até deram bons frutos, mas quer se dizer, tudo tem os seus limites! Se uma pessoa não está para ali virada mais vale ir dar uma volta e tentar mais tarde, senão depois sai cada obra prima que valha-nos Deus... Esta questão da falta de ideias atinge o seu apogeu na letra de uma música que ja teve o seu tempo de glória há alguns anos. Quem não se lembra dos Sitiados? Ok, pronto, não foram assim nenhumas vedetas por aí além mas de certeza que se lembram duma música cujo refrão era

Este vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Ra para para para para para pari

Ra para para para para para pari?!?!? Mas que raio de letra é esta, e o pior é que eles insistem nisto a música toda... Seria assim tão difícil arranjar alguma coisa que rimasse com mim?!?
Sei lá, qualquer coisa seria melhor que Ra para para para para para pari... por exemplo

Tarda nada rebento por ter o rabo assim
ou
Se isto não melhora recorro ao perlimpimpim
ou ainda
Tou farto de batatas cozidas pelo Serafim
ou
Não quero mais pescada quer'o bife do Joaquim
And so on, and so on...

Mas pronto, os rapazes devem ter visto a deadline a aproximar-se depressa demais e não conseguiram reagir à pressão...

No meio de tudo isto só resta agradecer os momentos de 'desinspiração' de alguns iluminados que de vez em quando acertam em cheio!

segunda-feira, março 21, 2005

Ouvi dizer que chove...

Chegou-me aos ouvidos que finalmente está a chover em Portugal. Fantástico... óptimo para acabar com a seca, bom para toda a gente, não é?

Pois... mas eu não tenho dado por isso, porque os 40 graus à sombra, os 30 da água do mar e o aquecimento interno por via das caipirinhas, contribuem bastante para toldar a visão sobre o que se passa desse lado do Atlântico.

Vão usando o chapelito de chuva, então, que eu por aqui chapéus... só mesmo o que eles põem nos cocktails...

;)

sábado, março 19, 2005

O terrível exame



Fiz há dias um exame de Deontologia, Bioética e Direito Médico, em que a parte do Direito me deu a ideia para este post. É que ler (e supostamente saber) artigos da lei, parece-me uma tarefa quase tão enfadonha como a que me lembrei de inventar. Porque a lei é subjectiva, porque se repeter quinhentas mil vezes, enfim...

Passando à vaca fria, lembrei-me o difícil que não será o exame para ser admitido como empregado num restaurante chinês. Parece que já estou a ver os decididos candidatos a enfrentar o júri, constituído pelo senhor Xiu-Ling, dono do estaminé, e a senhora Lei-Pai, esposa do senhor Ling e ao mesmo tempo cozinheira.

Júri - Com que então quer trabalhar aqui, não é?
Candidato - Sim, é verdade.
J - Nesse caso diga-me, o que é o 78?
C - Chop Suey de gambas.
J - E o 14?
C - Hmmm... Hmmm... Sopa de barbatana de tubarão!
J - E o 94?
C - Geladooo...geladooo... frito!
J - Não me diga uma barbaridade dessas! É gelado frito... com molho de morango! Você está muito abaixo dos padrões aceitáveis! Não vai ficar cá!

E pronto... lá foi o pobre candidato tentar a sua sorte numa loja de bugigangas, senão tem de voltar para a reciclagem de chips de computador e o cancro induzido por titânio, algures no interior da China...

domingo, março 13, 2005

Tarzan esteve lá!



O Oranginalidade traz a público a notícia bombástica pela qual todo o país esperava:

Tarzan Taborda correu hoje de manhã a Mini-Maratona de Lisboa!

Num momento jornalístico sem igual, conseguimos chegar à fala com o vencedor das eleições para Primeiro-Ministro Secreto de Portugal.

Oranginalidade - Olá Tarzan, você por aqui?
Tarzan Taborda - É verdade meu amigo, isto é desporto é desporto! E venho cá com a esperança de que no meio de trinta mil pessoas possa haver alguém que me desafie. É que eu parto-lhe os ossos aqui mesmo a meio da ponte.
O - Ha, ha, ha, sempre divertido, um folião... Mas diga-nos: veio tentar encontrar-se com o Primeiro-Ministro, o Presidente da República ou mesmo o Presidente da Câmara?
TT - Não senhor, esses estão cá para as televisões. O Tarzan é muito melhor que o Sócrates, o Sampona e o Carmaio!
O - É Sampaio e Carmona...
TT - Ou isso... Mas o mais importante é a comunicação que tenho a fazer ao país!
O - Faça favor.
TT - É que nesta nova legislatura o país já não está de tanga! Porque quem está de tanga é aqui o Tarzan Taborda. Fiquei eu com a tanga do país, na esperança de que o país ande mais compostinho assim!

E foi basicamente a entrevista possível, dado o nosso repórter ter encontrado grandes dificuldades no acto combinado de correr, fazer perguntas e escrever num bloco de notas. Dificuldades essas traduzidas numa marrada numa viga da ponte e umas belas oito horas passadas na sala de reanimação do hospital.

sexta-feira, março 11, 2005

Powteroso



Tive hoje uma agradável surpresa, quando Daniel Powter me foi apresentado musicalmente pela minha "míuda". Nunca tinha ouvido falar, ouvi o single chamado "Bad Day", que está (by the way) muito giro, mas ainda melhor que a própria música é o videoclip.

Não percam a hipótese de o ver! Basta irem ao site de Daniel Powter, seleccionar Video e depois é uma delícia ver o clip a correr no Media Player.

Vejam e comentem, para eu saber se também gostaram!

quinta-feira, março 10, 2005

Deontologia



Bonito nome, não é? Para os mais leigos na matéria não significa "Estudo dos doentes", porque não é Doentologia. Muito menos o dos dentes, para isso há a Estomatologia e até a Medicina Dentária.

É, isso sim, um conjunto de regras de Ética, que se juntam todas no belo Código de Deontologia da Ordem dos Médicos. Páginas tantas, como quem diz... no 4º ano... o pobre do estudante tem de ler esta matéria para fins de exame (e também informativos, apesar de tudo).

Mas agora fiquei muito triste, porque acabo de ler que as placas dos consultórios (as que estão à porta, todas bonitas, a fazer publicidade) não podem ter mais de um metro quadrado de área. Ora, isto vem indubitavelmente chocar com os meus planos, que passavam por colocar um outdoor, género "campanha eleitoral", no Marquês de Pombal e outro no Rossio.

Não sou aliás o único desiludido com a questão, já que o meu amigo PC também vê gorada a sua ideia de fazer sobrevoar publicidade ao seu consultório, numa daquelas avionetas, para os lados da Costa da Caparica. E como ele diz... é uma injustiça que nem as placas dos oftalmologistas possam ser maiores!

Este mundo vai lindo, vai...

terça-feira, março 08, 2005

Feliz Dia da Mulher!

Neste Dia Internacional da Mulher, haverá coisa mais linda do que dizer...


QUE GRANDE JOGO ESTE CHELSEA-BARCELONA!!!!!!!!!!!!!!!!!!

:)

segunda-feira, março 07, 2005

Furúnculo



Arranjei um amigo! Parece um autêntico bebé, meio rosadinho, às vezes fica pálido, outras meio amarelado...

E escolheu viver precisamente na ponta do meu nariz. Chama-se Furúnculo! Mas agora zangámo-nos porque eu me fartei do mau ar que ele me dava, e vai daí chamei o Dr.Antibiótico para ver se o expulsa daqui... mas não está fácil...

Bem, deixem-me lá ir pôr mais pomada, para ver se não tenho de tratar o nariz à base de um choque tecnológico ou assim...

quinta-feira, março 03, 2005

Teorias da Couceiração



José Couceiro veio hoje dizer, em conferência de imprensa, que a razão de dois jogadores da sua equipa se encontrarem na eminência de lhes ser instaurado um processo, por não terem comparecido de imediato, como manda a lei, a um controlo anti-doping... se prende com a mudança de governo. E diz que mais não explica.

Incrédulo fica talvez o senhor leitor, mas fique desde já a saber que Fox Couceiro Mulder tem mais algumas na manga, que lhe trazemos (como sempre!) em primeira mão.

Para breve, Couceiro vai explicar que:

- O Porto perde muitos pontos em casa este ano porque... a Cruz Vermelha Internacional resolveu reforçar o seu contingente médico no Sudão.

- O Luís Fabiano não está a render o que era suposto porque... Fátima Lopes apresentou uma colecção muito arrojada em Paris na última semana e vinha a prometer isso mesmo nos últimos tempos.

- O Porto sofreu um golo contra o Benfica porque... era João Paulo II que estava encarregue de marcar Geovanni no lance do golo encarnado, e assim se explica o brasileiro ter aparecido sozinho na grande área portista.

- O Reinaldo Teles anda pelas ruas da amargura porque... a Carolina Salgado vai para o túnel das Antas chamar nomes à comitiva do Benfica, em vez de estar a trabalhar no bord... cof cof... bar, no bar!

quarta-feira, março 02, 2005

Psicopatia

Aqui no Oranginalidade, adulteramos letras de música... à força toda. Desta vez a contemplada foi a bela "Telepatia", com que a Lara Li nos encantou há já uns belos anitos (vai na volta eu ainda nem era nascido). No nosso caso, a música mantém-se, mas a letra foi alterada para...



Psicopatia

Psicopatia
Violência calma
Psiquiatria
Da tua alma

Passo a passo
Sem ter medo
Matámos, limpámos
E tudo em segredo

E a sorrir
Chacinámos o mundo
Com um corte
Tão profundo

Psicopatia
Sem contratempo
Linchei-te um dia
Num campo ao vento

E eu sonhava
Existia
Pró sangue pró sangue
Foi pura anemia

Sem pensar
Não vi-te, atravessavas
O meu sabre
Espigachavas

E a sorrir
Chacinámos o mundo
Com um corte
Tão profundo

Psicopatia
A-a-ah...