quinta-feira, março 24, 2005

Quero ser uma Fátima Felgueiras!



Não, o título do post não revela nenhuma tendência de transsexualismo. Estou muito bem na minha pele de João Pedro, obrigado... Tem mais a ver com outro desejo...

É que isto de uma pessoa se habituar a passar o dia entre não fazer nada e fazer coisa nenhuma é altamente viciante. O meu córtex cerebral está a habituar-se a um nível perigosamente baixo de actividade, embora os núcleos do relax e do descanso estejam no seu auge.

Estas férias aqui no Sauípe confirmam a minha teoria de que devíamos trabalhar 2 dias por semana e descansar 5, ou então trabalhar 1 mês por ano e descansar 11. A produtividade do país? Não se preocupem... deixava-se o Benfica ser campeão e a economia auto resolvia-se.

Bem, deixa-me lá ir ligar para a Fatinha, para saber o que é que eu preciso de fazer em Portugal para vir para aqui a tempo inteiro, valeu galera?

P.S.: Só para vosso gáudio, ontem no torneio de futebol aqui do resort, a selecção lusa cilindrou adversários brasileiros, espanhóis (Aljubarrota! Aljubarrota!), argentinos, uruguaios... e todos os demais que tentaram parar a máquina dos vice-campeões europeus! Claro que com um centravante goleador a pontificar na frente dessa equipa (esta modéstia sempre foi o meu forte) era compreensível que a vitória fosse o único score possível...

Sem comentários: