domingo, fevereiro 01, 2004

E se o X quer ser cá da malta...



Flagelo dos tempos modernos!

Qualquer jantar de universitários ou pré-universitários ou pré-pré-univ... já perceberam a ideia, não é? A dado momento desata tudo, qual pintassilgo colectivo, a cantar: "E seeeee o X quer ser cá da maaaalta, tem de bebeeeer esseeee copoooo até ao fim, até ao fiiiiiiimmmm!"

Meus amigos... o que é isto? Será que cada jantar desses é uma reunião de futuros "liverless" (os Sem-Fígado em português)? É que eu até adoro sangria, mas quando começo a ouvir tais cânticos... parece que tenho vontade de chorar... Quem quer ser cá da malta? Qual malta? A malta que, a meio do jantar, só sabe olhar seja para quem for e dizer: "Iccc... Eu... iccc... acho... iiicc... que tu, pá.... iccc... és mesmo porreiiii(c)ro....". E depois quem não bebe... fica com a vida arruinada. Sempre que for a passar na rua, vai apanhar do ar palavras como..."Lá vai aquele! Não sabes??? Ele não bebe..iihihihihihi!!!"

Enfim, já era tempo de a civilização ter pena de nós e chegar cá a este cantinho da Europa. É que senão, parece que a nossa herança genética é de algumas das piores coisas dos outros povos. E esta do "cá da malta" só pode ser para aí de algum sangue british pós-5 da tarde que ainda nos corra nas veias... Espero que não, senão qualquer dia ainda damos por nós a ir para a cama cedo... Pudera! O etanol é um tipo à maneira, mas os hepatócitos à hora a que ele lá chega, já quiseram baixar os estores há muito tempo.


Pela moderação no consumo do álcool em Portugal!

Sem comentários: