quarta-feira, fevereiro 18, 2004

Diz que sim...



Diz que sim... Quem? Quem... é que diz que sim? Quem... é que inventou esta expressão? Quem... é que tem paciência para a ouvir?
Acho, no entanto, que é apenas mais uma entre muitas expressões nas quais o nosso povo é perito.

Outra é... "Ouvi dizer..."! Por amor de Deus... Ninguém ouve dizer... toda a gente sabe quem lhe disse o quê. Essa mania de fingir ataques momentâneos de amnésia... não tem lá muito glamour...

Era só isto... mais nada... vão lá à vossa vida! Têm mais que fazer, não é? Eu compreendo... Voltem sempre... E cumprimentos à família... Um santo Natal e um feliz 2005, se por acaso não voltarem até lá... o que não é provável, pois não? Vocês gostam de ver os jovens felizes, não é? E sabem que se deixam de cá vir eu posso tornar-me mais um delinquente... E não queremos isso!

Dêem notícias... e se quiserem escrevam-me mails sobre tudo e mais alguma coisa. Ficam até habilitados a ter os vossos textos neste blog visitado diariamente por cerca de 1 bilião de pessoas...

O quê? Não é isso que diz o contador ali ao lado... Tudo na vida tem uma explicação! É que o contador não marca as visitas provenientes da Índia, de onde são provenientes quase todos os meus visitantes. O Shayamalan, o Mustapha, o Mahatma, a filha do Mahatma, todos adoram passar por cá...

No outro dia, o Mahatma até me disse: "Lá na Índia perguntaram às pessoas quais eram para elas as maiores maravilhas da Humanidade... e os resultados deram: em 1º lugar o blog Oranginalidade, em 2º lugar o Taj-Mahal e em 3º lugar um bilhete de avião para ir trabalhar a vender donuts em Londres ou NY". Levado da breca... o careca e os seus conterrâneos... Nunca me deixam sikh...

Sem comentários: