sexta-feira, dezembro 31, 2004

As músicas preferidas do meu umbigo

Let´s face it: escrever num blog não passa de uma tentativa de chegar ao poder. De influenciar. De, como me ensinaram no curso de Jornalismo, ser um opinion maker. E eu ainda mal cá cheguei e já quero saborear essa autoridade que me é devida. Hoje o Oranginalidade, amanhã um lugar como comentadora na Sic Notícias.
Por isso, caríssimos seguidores (há por aí algum?), segue-se um Top 20 devidamente comentado das melhores músicas de 2004. E são as melhores porquê? Porque eu digo!
Esta lista é, desde já, injusta e batoteira. Injusta porque depois de publicar o post vou-me lembrar de mais vinte músicas de deviam estar aqui. E batoteira porque, se vocês se derem ao trabalho de contar, as 20 mais são na verdade 21.
A ordem da lista é aleatória, porque depende dos dias:

Franz Ferdinand "Take Me Out" ( para ensinar aos Linkin Park da vida como é que se faz rock com atitude. Mesmo que venha de Glasgow. E use risco ao lado.)
Keane "Somewhere Only We Know" (ou qualquer do álbum Hopes And Fears, simplesmente o melhor disco do ano. Dia 10 de Março lá estarei na primeira fila do Coliseu a atirar ao vocalista cuecas de fio dental compradas propositadamente para esse efeito. Sim, porque as minhas fazem-me falta.)
Pluto "Só mais um começo" (ok, admito que ainda tenho saudades dos Ornatos Violeta...)
The Gift "Driving You Slow" (podia ser um hino. Se os meninos se tivessem dado ao trabalho de escrever uma letra à altura da música.)
Black Eyed Peas "Let´s Get It Started" (quem conseguir ouvir isto sem saltar deve ter algum problema. Não me quer parecer que as leis da física o permitam.)
Kelis "Trick Me" (se uma música consegue sobreviver com integridade à banda sonora dos Morangos Com Açúcar, é porque sobrevive ao Holocausto sem um beliscão.)
NERD "She Wants To Move" (ai pois quer!)
Fatboy Slim "The Joker" (pá, e já viram o vídeo? Tem gatinhos!)
Humanos "Maria Albertina" (o António Variações deve estar às voltas na campa. Mas no bom sentido...)
The Streets "Dry Your Eyes" (Banda que é na verdade one man show de Mike Skinner. O tipo lê livros de guionismo do mestre Syd Field para aprender a escrever letras. E está tudo dito.)
U2 "Vertigo" (o Bono está velhinho. Mas eu não me importava nada de lhe esvaziar a arrastadeira. É uma grande música, apesar do álbum não ser – ao contrário do que promete o título – bombástico. Só ainda não percebo a parte do "un ,dos, tres...catorce".)
Snow Patrol "Spitting Games" (foi a ouvir esta música que descobri que o botão de volume da minha aparelhagem tem um limite máximo. Suponho que os meus vizinhos agradecem.)
The Hives "Walk Idiot Walk" (segundo os próprios, uma música sobre todos os idiotas que ocupam cargos de poder. Num lugar perto de si.)
Outkast "Roses" (não me apercebi logo do quão boa esta música é. Mas alguém que escreve "real guys go for real down to Mars girls" sabe o que é que está a fazer.)
Jamelia "See It In A Boy´s Eyes" (escrito pelo Chris Martin dos Coldplay. Aquilo é que era um homem para a vida inteira. Parva da Gwyneth...)
Joss Stone "Feel In Love With A Boy" (original dos meus queridos White Stripes. E só isso já chegava. Mas além disso a miúda canta que se farta.)
Denise James "Love´s Got Me Crying Again" (gastei 1 Euro a ligar para o Qualé para descobrir que raio era isto! Gosto muito da Radar, mas já agora diziam os nomes das músicas.)
The Dandy Warhols "Everyday Should Be a Holiday" ( e eu devia por esta frase numa t-shirt.)
Moloko "Forever More" ( agora que o túnel do Rossio está fechado, será que podemos ir todos para lá dançar?)
Toranja "A Carta" (agora todos: "Não falei contigo por medo que os montes e vales...")
Depeche Mode "Enjoy The Silence 2004" (eu sei que é só um remix. Mas dá para colocar uma das minhas bandas preferidas na tabela)

Bom ano e essas coisas,
Tangerina

Sem comentários: