sábado, dezembro 25, 2004

Borrego!



Borrego!

Assim começa o meu post de Natal. Poderiam pensar que vos ia trazer uma longa e extenuante descrição do que preencheu a mesa do meu almoço natalício. Mas não!

Borrego, trafulha, palhaço, traidor, tontinho (bem, este talvez não...), malandro, vigarista! Estes foram alguns dos nomes que me foram chamados nos últimos tempos pelos leitores do Oranginalidade e com muitíssima razão! É indesculpável a falta de posts, o espaço entre eles que é quase igual ao que existe entre eleições (bem, este se calhar não é um bom exemplo...), e como tal tenho de me explicar.

A verdade fundamental prende-se com o facto de eu idolatrar os autores do Gato Fedorento. E ao ver que o blog deles fica um ou dois meses sem posts, tentei imitá-los a ver se me tornava famoso.

Para seguir essa onda até gravei um DVD e tudo. Chama-se "Oranginalidade - Série Borrego". Só não percebo porque é que nenhuma distribuidora aceita colocá-lo no mercado. Como não aceitam, vi-me obrigado a ir vendê-lo para a Rua Augusta. Claro que no início tento convencer as pessoas de que lhes vou oferecer um mês de férias no Brasil.

Não tem dado bom resultado! Os meus melhores clientes têm sido os outros presos. O Dany e o Zarolho gostaram muito do DVD. Acho que até é essa a razão de eu já conseguir tomar banho sozinho, eles têm muita influência por estas paragens.

E assim é o retrato do meu Natal. Espero que uma vez cumprida a pena por burla agravada, desrespeito à autoridade e ser sócio do Benfica, possa voltar a escrever com mais regularidade. O meu advogado diz-me que isso será a partir de amanhã. Mas também... ele diz-me isso sempre que vem cá.

Um Santo e Feliz Natal para todos. Espero que o Pai Natal vos tenha dado tudo o que queriam. A mim deu-me umas algemas menos apertadas e eu fiquei muito feliz! Agora já não sangro dos punhos e vejam lá que até já consigo pegar nos talheres para almoçar. O Zarolho deu-me uma almofadinha com o meu nome bordado. Um querido... acho que é uma amizade para a vida. Assim já sei que quando as coisas estiverem difíceis, tenho sempre garantido um lugarzinho no gang dos auto-rádios na zona de Oeiras.

Até breve, comprem o DVD, se o encontrarem...

Sem comentários: