domingo, maio 29, 2005

Sonhar não paga imposto



Pelo menos era essa a realidade até aos dias de hoje. O Oranginalidade sabe de fonte segura que esta afirmação pode muito bem passar a ser mentira em breve.

Fontes do Ministério das Finanças afirmaram ao Oranginalidade que o Ministro acha "ridículo que os sonhos não sejam taxados... se os combustíveis são, se a comida é, se os carros são..." Sabemos que continuou a referenciar durante quatro horas e meia tudo o que é sujeito a impostos em Portugal.

Para iniciar a aplicação do imposto do sonho, o Ministro das Finanças terá mesmo pedido ajuda ao Ministro da Ciência e do Ensino Superior, que lhe garantiu ir investir consideráveis recursos no desenvolvimento de um dispositivo, que será colocado na retina de todos os cidadãos nacionais, tendo a capacidade de identificar a quantidade anual de sonhos do mesmo. Ao que parece também consegue identificar homens que piscam o olho a outras moças que não a sua mulher. O escalão máximo do imposto será pago quando as duas situações se reunirem e o homem sonhar que pisca o olho a outra moça que não a sua mulher.

O Oranginalidade está em cima do assunto, e assim que houver novos desenvolvimentos, contem com os mesmos em primeira mão! Não sonhem é com isso... senão começam a pagar...

Sem comentários: