quarta-feira, dezembro 27, 2006

Os filmes de animação que ninguém viu



Todos os anos as salas de cinema se enchem de míudos e graúdos, destinados a ver as mais recentes pérolas de animação, vulgo desenho animado. O problema é que uma data de filmes de animação não chegam às salas, nem sequer ao DVD...

A vossa sorte é este grande (e humilde) blog ter a enorme (e modesta) possibilidade de vos fazer uma sinopse dos filmes que ninguém viu. Se depois os quiserem ver, trocamos DVDs destes filmes com semanas de férias em time-sharing (de preferência no aldeamento turístico Las Palomas, ao pé de Almería, onde a senhora da recepção é uma jóia de pessoa).

Sheko
- História de um sobrinho afastado do Incrível Hulk, naturalmente verde de tonalidade, e natural da pequena aldeia de Brnocesky, sita na República Checa. O pequeno Sheko cresce pensando que ninguém é mais feio do que ele, até ao dia em que a família monta em casa uma antena parabólica e apanham o Carlos Castro a falar na RTP Internacional. De súbito Sheko desenvolve uma paixão sem fim (não, não é pelo Carlos Castro) pela dona Sónia Araújo e resolve iniciar um périplo até aos estúdios da Edipim no Reino do PIB mais baixo da Europa Lá Longe Bem Longe. O fim logo vêem, mas levanto um pouco o véu para vos dizer que Manuel Luís Goucha tem um papel fundamental na história, tentando vestir à sua imagem o pobre Sheko.


Toy História
- Com recurso a desenhos muito "manga" é-nos trazida pela Dreamworks a história de Toy, desde petiz a correr descalço em Setúbal, até à sua idade adulta, em que ganhou o dom de inventar uma letra no momento sobre tudo o que se passa na sua vida.


A Idade do Mello
- Um grupo de mamutes da era glaciar apercebe-se da privatização imediata da maior parte dos icebergs, bem como da necessidade de procederem à aquisição imediata de planos de poupança reforma, para assegurar a sua liquidez financeira aquando do possível degelo.

Sem comentários: