sábado, junho 18, 2005

Ar Descondicionado



Longe vão os tempos das janelas abertas para gerar "aquela corrente de ar, um fresquinho...".

As próprias ventoínhas roçam já o limite do electrodoméstico obsoleto.

Bom bom é o ar condicionado. Um tipo gasta uma pipa de massa. Sim, porque a ventoínha pode ser muito pouco funcional, mas é muito muito muito mais barata. E depois de gastar a pipa (de massa, não de vinho) delicia-se a olhar pela janela, a ver os trauseuntes a "bufar" de desespero com o tórrido clima que de vez em quando se lembra de assolar o nosso país.

Ora que, numa bela lição de humildade e anti-gabarolice, o dito aparelho (apesar de ter custado uma pipa de massa) lembra-se de funcionar ainda pior que uma ventoínha, que é como quem diz, nem sequer trabalha.

Conclusão da história: este vosso amigo passou um delicioso Sábado a torrar em casa, e (sinal dos tempos e de achar que nunca o ar condicionado se iria avariar... é que custa uma pipa de massa) nem sequer uma ventoínha se encontra por estes lados. Ou seja... de repente até pareço sentir os olhos dos mesmos trauseuntes, agora eles no deleite de me observar a "bufar" de desespero, enquanto tento tornar funcional o esquema medieval da janelinha aberta, "para correr um fresquinho"...

Sem comentários: