segunda-feira, janeiro 26, 2004

A outra profissão dos White Stripes



A mim nunca me enganaram! Para lá do excelente som que produzem, e das taras cromáticas, e da actuação sui generis em palco, os pseudo-irmãos White sempre tiveram um biscate escondido, para o caso de algum exército não ter pegado, mesmo sendo de sete nações...

O problema foi que se desmascararam no seu último videoclip... Basta olhar para o design da bateria dos White Stripes para perceber que a mesma é a cópia chapada do rebuçado de morango da Campino. Não estão a ver quais são? Aqueles que sabem a corneto de morango... São bons, são... Os rebuçados... Quer dizer, os White Stripes também, eu sou fã... principalmente de os ouvir na Ocean Terminal Arena em Edinburgo. Mas acho que era desnecessário camuflarem de forma tão vergonhosa a razão de ser da banda:

Incitar o consumo de rebuçados Campino (que devem aliás ser, secretamente, propriedade da família White... e que são um negócio muito mais rentável do que vender CD's) e utilizar, aliás, técnicas de hipnose, no videoclip de "The Hardest Button to Button", que já provaram funcionar em "Zoolander", esse filme claramente baseado em factos da vida real.

Agora já vos avisei... por isso tenham cuidado!

Sem comentários: