terça-feira, janeiro 27, 2004

Que todas as pessoas D'Oh! fossem como o Homer...



"Principal Skinner: O comportamento do Bart é inaceitável, os senhores deviam ponderar colocá-lo num programa de intercâmbios!
Homer: E como é que isso funciona?
Principal Skinner: É fácil, o Bart iria viver uns meses para França e vocês recebiam um míudo albanês cá em casa.
Homer: O quê? Um daqueles míudos muito brancos e com os olhos cor-de-rosa?"

Perante isto, rendo-me. Se os Simpsons fossem muçulmanos, de certeza que estariam fechados em Meca, lá no meio da praça. E lá iria eu rezar sempre para ali voltado, qual fiel seguidor... Quem não daria tudo e mais alguma coisa para que este gordinho amarelo fosse real? O pior é que não é... Tenta caracterizar uma parte da sociedade americana que nos faz mais chorar do que rir. Mas enfim... vão valendo as horas de riso que esta família nos traz pelos televisores dentro.

Matt, companheiro, podes um dia esgotar a tua oranginalidade... O que fizeste já chega muito bem! Repete muitas vezes as tuas histórias... e mistura-as até! É impossível fugir à ideia de que o Homer e o Benders dariam amigos inseparáveis.

Viva Spriengfeld!

Ah... e espero que a minha amiga JA tenha ao menos o "bom gosto" de não gostar dos Simpsons, por embirrar com eles ou uma coisa assim... ;)

Sem comentários: