terça-feira, abril 06, 2004

Feira Curta

Nos dias 26, 27 e 28 de Março decorreu em Lisboa a Feira do Livro Estrangeiro. Pois… podia ter avisado mais cedo mas ainda não escrevia neste blog – como é que ia publicitar o evento? Mesmo eu só soube da sua ocorrência através de um postal free que um amigo fez o favor de apanhar… do chão!

É que estes acontecimentos que têm o mérito de tornar o conhecimento acessível ao grande público são sempre tão bem divulgados e têm uma duração tão longa, não acham? Se se tratasse da Feira de Enchidos do Continente tinha durado uns bons 15 dias… até se esgotar o stock de chouriços de porco preto. Assim, como se vendem clássicos da literatura estrangeira a preços convidativos, ninguém se interessa… Quem dá 2 euros por Dickens, Wilde, Victor Hugo, se com a mesma quantia se pode comprar uma farinheira ou um suculento naco de presunto?

Tendo ido à feira, percebo que a meia dúzia de cidadãos que a frequentava não justificava o seu prolongamento por mais tempo …

Aos meus amigos P.C., pelo postal, A.M., pela companhia, e J.P., por não acreditar que a feira fosse tão curta.

Sem comentários: