segunda-feira, abril 19, 2004

A idade não perdoa



Não sei se viram hoje no telejornal da RTP 1 à hora de almoço, mas a dita televisão foi entrevistar um senhor (que até é/era professor e tudo...) e que, pelos vistos, tem mais de cem anos, ou seja, já viveu em três séculos diferentes. A ideia foi bonita e todos acham graça a ver o senhor a aparecer... Com isto começa a entrevista ao velhote.

Começa por lhe fazer uma pergunta sobre o 25 de Abril (porque parece que o senhor esteve vinte anos no exílio à custa disso), e ele responde "O 25 de Abril foi muito bom para o país, por acabar com a monarquia...", ao que a jornalista diz num tom maternalista (ou então tom de senhora do lar para um velhote) "Está a fazer confusão, isso foi o 5 de Outubro...". O senhor finge que não ouve, afinal, nem a idade nos rouba o orgulho...

Escusado será dizer que esta brilhante peça jornalística continuou no mesmo estilo, com as dissertações idosas sobre o "regimen"... perguntando ele até... "A senhora sabe qual era o regimen que existia em Portugal antes do 25 de Abril? Era o de sua majestade...".

E por entre o ar de "Hmpfff! Quem foi o anormal que me deu esta reportagem?" da jornalista... o velhote acaba a entrevista a desatar aos berros de "Viva o 25 de Abril!" embora parecesse que dizia algo como "Miva o minte çanq de avrol"...

Sem comentários: